Durante um bom tempo em minha vida me senti como um pedaço de conto, enrolado em um canto qualquer. Hoje, instada a pensar sobre o tema EVOLUÇÃO, fui buscar a origem da palavra e descobri que antes da atual designação de mudança de estágio, a mesma vem do grego e, em linhas gerais, traduzia o ato de desenrolar livros em rolos, chamados pergaminhos.

Quando me sento na pedra do tempo e olho com carinho minha história pessoal, vejo nitidamente o quanto minha decisão de ir além significou e significa no meu processo de desenrolar-me como um pergaminho. Cristalina fica para mim a minha missão pessoal de desdobrar sonhos e esperanças, fazendo brotar sorrisos nos olhos e um “tum-tum-tum” diferente nos corações das pessoas que permitem ser tocadas pelo que tenho a ensinar da minha conquista de estar segura sendo quem sou! E esse sentimento me renova a cada manhã e me leva a trilhar o caminho em direção ao outro com alegria, sinceridade e desapego, cada dia maiores. Sinto em meu coração e nos meus resultados, que estou fazendo a coisa certa e assim quero viver o resto dos meus dias.
Percebo que muito é deixado para trás, como o passar das páginas de um livro. Ao mesmo tempo, as novas paginas que vem se abrindo trazem uma luz e harmonia cada vez maiores. Tão grandes e resplandescentes que tem me permitido iluminar outras pessoas ao ajudá-las a irem, como histórias em rolo muitas vezes amareladas pelo tempo, se desdobrando e reencontrando a força pessoal de viver em plenitude no cumprimento de sua missão pessoal neste mundo.
Decididamente, Eu nasci para TRANSFORMAR e, como disse Chiquinha Gonzaga, “abre alas que eu quero passar”!!
Siga-nos nas Redes Sociais:
RSS
E-mail
Facebook
Google+
https://katiamonteiro.com.br/2016/09/21/evolucao">
Twitter