Texto Publicado no Blog da Escola de você!

Costumo dizer que seria ótimo se cada um de nós viesse com uma pequena bula ou manual de instruções para facilitar o uso e a administração em doses homeopáticas. Coisa que aliás, nunca consegui e nem sei se conseguirei ser: HOMEOPÁTICA. Aprecio imensamente a poetiza Cora Coralina que em sua simplicidade deixou como marca uma mulher forte, determinada, intensa e realizadora. Quando ela diz: “Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida, removendo pedras e plantando flores.” , eu vejo em cada palavra, um pouco de cada uma de nós que ousa fazer e ser a diferença neste mundo falando, descobrindo e fazendo um percurso diferente e corajoso rumo a auto evolução, auto aprendizado e muito e nem sempre indolor, crescimento interno. Tenho por habito, em meus treinamentos e atendimentos, dizer que compreender é abraçar com o coração sendo, portanto, um ato de amor e de plena aceitação.

Conheci a Escola de Você bem no começo e sou da 2ª turma de escoletes. Achei o programa fantástico e adorava pegar meu caderno – que acabou ganhando plural para ser “meus cadernos” – e ir anotando tudo. Cada aula de dois minutos, acabava virando 15 e até mesmo 20 … risos. Como era bom redescobrir conceitos meio que guardadinhos dentro da correria do meu dia a dia. Conceitos de amor, gratidão, empatia, união e parceria.

Parceria foi a palavra que me conectou ao projeto e nele me mantem cada dia mais animada e com desejos e planos de fazer um pouco mais. Sempre fiquei intrigada em ver tantas mulheres se unindo nesse Brasil e até mesmo outros países, em prol deste simples sonho de “dois para mim” gerando autoconhecimento, auto conexão, auto amor e muito empoderamento e união.

Quando estive no Encontro de Líderes em São Paulo foi uma experiência única e indescritível. Tanta alegria, sensação, cuidado, participação e entrosamento gerando conexões mágicas e carregadas de sentimento. A emoção do ser bem recebida, bem cuidada, bem amada e apoiada. Um presente de vida para mim e para cada mulher ali presente naquele momento que, estou certa, significou um parêntese de vida ao qual cada ser humano tem direito de receber e também, por que não dizer, compromisso de oferecer a quem estiver ao alcance de seus braços para um abraço e de seu coração para uma prece silenciosa por igualdade!

Volto eu às palavras da querida e sabia Poetiza Cora Coralina e a vejo então refletida em cada mulher que encontro pelo caminho desde que passei a fazer parte da Escola de Você. Aqui fui apresentada ao termo esquisito SORORIDADE e meu olhar que já era de amor, foi acrescido de ternura, aceitação, irmandade e compreensão. Aquela compreensão que falei acima de abraçar com o coração. E assim, simplesmente (nem tão simples), aprender a caminhar plantando flores regadas pela persistência em fazer dar certo e adubadas pela atitude do não julgamento.

Em especial neste mês de setembro que é o mês de meu aniversário, sinto a necessidade de agradecer ao fato de seres humanos não terem bula ou manual de instruções – o que leva a cada um de nós a ir além e surpreender sempre – assim como registrar essa gratidão a cada Mestre que a vida trouxe ao meu caminho. Neste agradecimento, quero deixar aqui um muito especial às queridas fundadoras e demais parceiras desse projeto/ sonho lindo chamado Escola de Você, do qual tenho o prazer e honra de ser eterna escolete e Embaixadora EVC.

Neste momento, tomando posse da licença poética a mim conferida por você que continua a leitura desse relato, vou terminar como comecei, com palavras da querida Cora Coralina: “ Eu sou aquela mulher a quem o tempo muito ensinou. Ensinou a amar a vida e não desistir da luta, recomeçar na derrota, renunciar a palavras e pensamentos negativos. Acreditar nos valores humanos e ser otimista. ”

E você, quem é VOCÊ, mulher?

Conta ai pra gente! Juntas o nosso poder de ação é imensurável!

 

Siga-nos nas Redes Sociais:
RSS
E-mail
Facebook
Google+
https://katiamonteiro.com.br/2018/01/16/eu-sou-essa-mulher">
Twitter