Um pouco dos passos que me trouxeram até aqui e conduzem minha caminhada nesta seara da Constelação Familiar e seu impacto direto no campo dos relacionamentos pessoais e interpessoais e seus reflexos no Desenvolvimento Comportamental

O que me levou à formação em Constelações Familiares?

Desde muito jovem tenho paixão por matérias que me trouxessem mais clareza e compreensão sobre o assunto desenvolvimento humano. Sendo assim, aproveito toda e qualquer oportunidade para aprender mais sobre o tema.

Essa sede/necessidade de conhecimento, levou-me um dia a um workshop de Constelação Familiar que tocou profundamente meu coração e também instigou a curiosidade do meu cérebro com esse assunto que, de plano chamou minha atenção especialmente pela seriedade no trato o tema hierarquia, princípio basilar que sempre moveu minha vida e relações.

Desde então já passei de forma ativa (constelada) por duas constelações e outras mais como colaboradora do campo e venho estudando a matéria e me encantando cada dia mais. Por fim decido tornar-me uma consteladora para levar ao mundo, como cura e conexão de amor, um pouco do muito que já recebi e venho recebendo como resultado contínuo e crescente do meu sistema familiar mais organizado e fortalecedor de quem eu sou e torno-me a cada dia.

Como a Constelação me ajuda na minha profissão de Terapeuta Holística com foco em relacionamentos familiares e desenvolvimento comportamental?

O comportamento humano é algo fascinante e mágico. Tudo tem sua causa e, por conseguinte, suas consequências. Nem sempre a origem do sentimento que causa o comportamento “a” ou “b”, é identificada ou reconhecida na devida hora. A “tal” da gota d´água é o eclodir de uma série de acontecimentos que precedem o derramar do copo. Tomar para si a vida e levar adiante a mesma é, no meu entendimento, o maior desafio que um ser humano tem experimentado desde os primórdios. O desconhecimento de princípios básicos como a lealdade ao clã, gera conflitos entre pessoas, empresas e grupos diversos.

No desenvolvimento do meu trabalho como terapeuta holística, a constelação auxilia-me no conectar com o meu cliente com mais amor, acolhimento e compreensão, gerando mais confiança e tranquilidade nos processos que desenvolvemos juntos em sua reorganização interna e no abraçar de sua realidade como ponto de partida para crescimento e sucesso plenos.

Qual o impacto disso dentro dos Relacionamentos Familiares e no Desenvolvimento Comportamental?

O fato de ter pessoas juntas, já configura um sistema, ou uma família com um fim específico.  Tudo muda quando homens, mulheres dentro de suas relações sistêmicas entendem que o movimento da vida acontece unicamente pela força do amor. A vida toma outro significado e a estrada parece além de mais iluminada um claro convite a uma caminhada mais segura e amparada por aqueles que vieram antes.

Deve ser mais ou menos isso que quis dizer o grande poeta Gibran na descrição do amor, a seguir transcrita:

“… Como feixes de trigo, ele vos aperta junto ao seu coração.
Ele vos debulha para expor vossa nudez.
Ele vos peneira para libertar-vos das palhas.
Ele vos mói até a extrema brancura.
Ele vos amassa até que vos torneis maleáveis.
Então, ele vos leva ao fogo sagrado e vos transforma
No pão místico do banquete Divino. ”

E eu sempre me pergunto: Será a revelação do que buscava a luz, “o pão místico do banquete divino”?

Como a Constelação ajuda na minha atuação facilitadora do Círculo de Mulheres?

Trabalhando com mulheres de idades e histórias diferentes, percebo que a Constelação me dá ferramentas para promover mais união entre elas, gerando o sentimento gradativo de pertencimento ao abrirem seus corações e perceberem que não estão sozinhas e, ainda que sua forma de sentir a dor seja única, a dor que sentem é a de muitas outras e isso às faz irmãs.

Assim sendo, ao perceberem que existem algumas situações que, simplesmente, são o que são elas tiram um peso de suas costas e saem dos encontros mais leves, felizes e com o sentimento de autocompaixão fortalecido, retornando aos seus lares mais inteiras e preparadas para seguir adiante de forma mais amorosa e plena.

Concluindo, a Constelação familiar veio ao encontro à minha vontade de aprender, mais sobre o desenvolvimento humano e então, constelei algumas vezes e experimentei na prática as mudanças que o método da Constelação Familiar Sistêmica, traz, quando coloca as coisas em ordem pela aplicação das Leis da Hierarquia, do Pertencimento e do Equilíbrio dentro do campo familiar do constelado, resgatando o livre fluxo do amor em sua vida e desatando nós que o impediam de seguir adiante.

Presenciais e viver essas mudanças todas me faz usar cada dia mais os princípios da Constelação em minhas relações familiares, pessoais e profissionais, trazendo o resgate do respeito e honra à vida de quem veio primeiro e me lembrando o lugar que estou dentro deste campo Divino que é minha família.

Percebo que a aplicação dentro dos processos terapêuticos torna os mesmos mais leves, assertivos e de uma generosidade tamanha entre cada cliente, para consigo mesmo e para os envolvidos acolhidos e também para os antes escondidos/excluídos na história de suas vidas.

Quanto a mim, percebo que me torno uma pessoa cada dia mais amorosa, empática, gentil e em constante preparação para seguir fazendo o que sempre quis fazer: transformar pessoas conduzindo-as em direção à percepção de sua própria luz escondida dentro de embalagens de medos, culpas, desconhecimento de suas forças e fraquezas e muita dor por não serem quem nasceram para ser.

Siga-nos nas Redes Sociais:
RSS
E-mail
Facebook
Google+
https://katiamonteiro.com.br/a-constelacao-familiar-com-foco-em-relacionamentos-familiares-e-desenvolvimento-comportamental">
Twitter